Categorias

SPFW :: JACQUARD PELOS CORREDORES DA BIENAL

Flagramos alguns fashionistas usando roupas com tecido jacquard.

Encontramos a estudante Julia e pedimos uma foto do vestido com cintura marcada de jacquard de fios metálicos dourados.

Alice estava usando um look romântico com vestido tomara que caia branco de jacquard reproduzindo o clássico pied poule em fios de algodão.

Victoria Ceridono, editora de beleza da Vogue vestia uma saia marrom de jacquard com flores douradas.

Vocês reperaram que as três estavam vestindo saias com modelagem estilo tulipa? Esse tipo de corte está super na moda e o tecido de jacquard por ser mais encorpado ajuda a dar essa forma “bufante” na saia, fica lindo e romântico, né?

Apesar de todo o calor que fazia fora da bienal, Charles Cosac, dono da editora Cosac & Naify, manteve a elegância com seu casaco de jacquard.

PATCHES BORDADOS EM CUECAS LUPO

Coleção de inverno 2010 com inspiração esportiva foi mostrada no Salão de Moda.

A linha de underwear da Lupo está linda, cada detalhe foi pensado para diferenciar cada linha de produto. Para as cuecas mais básicas foram pensadas em etiquetas mais básicas que levam o novo logo da Lupo em etiquetas bordadas termocolantes.

Para a linha de Samba Canção foi escolhida uma etiqueta bordada de cetim que tem um visual mais elegante e clássico que combina com a linha.

A coleção fashion da marca apostou na inspiração dos esportes americanos e trouxe muitas listras e patches bordados com cortes laser e termocolantes nas cuecas para o segmento adulto e infantil, ficou o máximo, não?

SPFW :: ALEXANDRE HERCHCOVITCH (MASC) E HELVETIA

Estilista desfilou coleção inspirada no passado com um toque de ironia e aplicou etiqueta bordada, Galão Hold e tecido jacquard em alfaiataria masculina.

Alexandre Herchcovitch mostrou a coleção de verão 2011 com um mix de referências do passado inspirado no visual da Charles Chaplin com um toque de agressividade do personagem Alex DeLarge do filme Laranja Mecânica e a elegância perversa da figura masculina no quadro Le Fils de L’Homme de René Magritte.

O estilista aplicou no cós interno da calça etiqueta bordada e Galão Hold, um produto que tem um fio especial emborrachado que não deixa que a camisa escorregue para fora da calça quando a pessoa senta e levanta, veja o detalhe na foto abaixo.

Alexandre também mostrou a passarela uma calça de alfaiataria feita com tecido jacquard em tons de preto com fios metálicos na mesma cor.

SPFW :: MARIO QUEIROZ E HELVETIA

Desfile masculino inspirado na cidade de Istambul tem etiquetas bordadas com cores clara nas peças.

Nesta edição de verão 2011, Mario Queiroz resolveu dizer não ao preto, a cor ficou de fora da passarela, perguntado sobre o motivo da decisão, o estilista explicou que gostaria de passar uma sensação de felicidade, suavidade e tranquilidade e optou por cores claras e tecidos com fibras naturais como o linho, algodão e seda.

As etiquetas da coleção acompanharam a cartela de cores suaves da estação como pode ser visto nas imagens abaixo.

O tema da coleção partiu da cidade de Istambul, onde o oriente encontra o ocidente num clima urbano contemporâneo onde os homens usam roupas leves de alfaiataria sem forros e ombreiras.

CINTO GRAVATA DE DRIES VAN NOTEN

Estilista belga inova no uso do acessório para o público masculino.

Dries Van Noten

Dries Van Noten, sempre muito criativo apresentou em sua coleção de verão 2010 um modo diferenciado de usar a gravata, os modelos desfilaram com gravatas de tecido jacquard sendo usadas como cintos.

A gravata, um acessório que muitas vezes nos remete a visuais mais clássicos, ganha um ar irreverente e descolado quando usado como cinto.

Dries Van Noten

Via